Tempo é dinheiro?

Temos que entender que tempo não é dinheiro. Essa é uma brutalidade que o capitalismo faz como se o capitalismo fosse o senhor do tempo. Tempo não é dinheiro. Tempo é o tecido da nossa vida.

Antonio Candido

Fiquei estarrecida quando vi esta frase no facebook da minha amiga Nina Valentini – menina linda e inteligente que inspirou o nome da minha filha mais nova.

Teria que viver mil vidas para dizer/escrever uma coisa tão profunda e tão verdadeira assim. É o tipo de pensamento que sintetiza tão bem o que tantas pessoas pensam, que ganha o status de verdade. É o que precisamos cuidar: não é VERDADE, é só verdade para mim e para muitos outros.

Mas eis que o mundo é diverso e pequeno, e de repente me encontro com outra pessoa para quem tempo É dinheiro. Gostei muito que o Antonio Candido disse: “uma distorção que o capitalismo fez” e não “uma distorção que os capitalistas fizeram”. Ai você me pergunta: E faz diferença? Claro que faz!

A forma como o Candido escreveu quase me obriga a lembrar que quem está diante de mim é uma pessoa, não é o próprio capitalismo, e quando vejo a pessoa é muito mais fácil me relacionar com ela do que com o capitalismo. É muito mais fácil entender suas necessidades atendidas quando trata o tempo como dinheiro e confio que talvez seja mais fácil também explicar porque eu penso diferente, sem julgamentos, ou com o mínimo humanamente possível.

Vamos ao que interessa: o que isso tem a ver com criar filhos? Tudo!

É muito difícil não colar rótulos nas pessoas, os rótulos nos ajudam a enxergar e entender o mundo, mas eles também nos aprisionam e engessam a realidade. Imagine a situação:

Chego no quarto da Lia, vejo as roupas que ela usou durante o dia espalhadas no chão e digo: Lia você é muito bangunceira, por favor leve estas roupas para o cesto de roupa suja! Se repito isso dia após dia duas coisas vão acontecer:

  1. Lia vai aprender a colocar a roupa no cesto (eventualmente);
  2. Nós duas vamos começar a acreditar que ela é bagunceira;

Não me preocupo muito com a primeira consequência, mas já com a segunda… Ahhh, me preocupo muito. Lia é, como eu a vejo hoje, a semente de muitas possibilidades, ela pode ser o que quiser, e vai escolher seus caminhos vida a fora. Outro jeito de lidar com a situação seria dizer algo do tipo:

– Tem muitas roupas espalhadas pelo chão e aqui não é o lugar delas. Por favor, pegue todas as roupas e ponha no cesto de roupa suja.

É sutil a diferença, mas enquanto na primera frase a bagunça está completamente associada à imagem da criança, é parte dela, na segunda frase a bagunça é algo externo com que a criança se relaciona. E pode escolher como quer se relacionar.

É preciso que ela saiba disso: que pode escolher o quê e como quer ser, ela não precisa se encaixar em uma imagem formada pelos julgamentos que faço dela. E isso amigos, ah isso pode fazer muita diferença na sua vida: se chama liberdade!

Anúncios

8 thoughts on “Tempo é dinheiro?

  1. obrigado pelo presente, esta frase e muito importante pela clareza.

    e Isso mesmo, a diferenca de ser e ter

    aprendi isso a bastante tempo com Marcia Golveia, nos dois na URCA, conversando sentados na mureta que separa o bairro do mar, naquela epoca eu falava muito, tinha muitas duvidas e angustias, e conversar com uma boa amiga me ajudava. Entao no meio da conversa eu disse que eu era preguiçoso (?), ela me perguntou ” voce esta muito preguiçoso?”, eu falei “nao, eu sou muito preguiçoso”, e a estranheza se instalou pedindo uma conciliação, discutimos sobre isso, e pude receber este presente da Marcia, que ate hoje me ajuda a entender o peso de ser e a leveza de ter (pelo menos nesse caso).

    • A frase e impactou muito mesmo, e fico feliz que tenha feito sentido para você também e se conectado com outros presentes da vida!

  2. Nossa Val (e Lê), isso é realmente importante! E muito difícil também… porque, eu me sinto tão formatada por tanta coisa, que conscientemente sei que é bem difícil libertar-me disso para não formatar outros… não só crianças, mas amigos, família. A responsabilidade de usar a palavra é gigante mesmo! Obrigada 🙂

    • Todo mundo diz que educar uma criança é muito difícil… e realmente é. Mas também é preciso dizer que no processo de educar educamos a nós mesmos, aprendemos e vamos mais fundo em tudo, inclusive no que queremos dizer quando usamos as palavras. Ouvi em um filme uma frase que até hoje me inspira: Me explique tudo nos mínimos detalhes, como se eu fosse uma criança de 5 anos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s