O buraco da minhoca

Achei muito engraçado este termo a primeira vez que ouvi… Me dou conta que sei muito pouco desta faceta da ciência, que é capaz desse tipo de criatividade e humor.

FY221c15

O nome é engraçado, e a definição é tão louca que parece saída de uma das páginas de Alice no país das maravilhas… ou será o contrário? Acho bem possível que o tal coelho é que tenha saído do buraco da minhoca e atravessado dimensões para chegar até a Alice… Ahá! Tudo explicado… me pergunto o quanto Lewis Carroll conhecia de física!

Esse tema surgiu na minha cabeça por causa de um filme que assisti no final de semana, e teve tudo a ver com um tanto de acontecimentos maravilhosos e assustadores que aconteceram estes últimos dias. Realmente não é tão fora da realidade assim esta ideia de que existe um caminho mágico com duas bocas capaz de ligar e transpor grandes, incomensuráveis, distâncias no tempo e no espaço.

Transportar matéria através do tempo e do espaço… impossível? Possível. Entrei em um buraco de minhoca este final de semana e de repente me vi em outra dimensão, revisitando e reconectando dois mundos. De repente estávamos eu e Adriana – minha amiga de loooonga data, uma das pessoas que mais me conhece no mundo, uma das pessoas que mais amo no mundo – rindo a risada que riamos a mil anos, e chorando as lágrimas que choramos a mil anos… e ao mesmo tempo criando o novo, um presente que fortalece e alimenta a nossa amizade.

Como sempre, uma das melhores formas de explicar uma experiência para mim é a música, e este final de semana teve a sua trilha sonora. Adoro Caetano Veloso e sua poesia, e dentre tantas músicas que amo, tem uma que nunca consigo decorar, ouvi outra versão, muito diferente da original e mesmo assim maravilhosa.

em 1979 esta música soava assim

Mas se agente entrar no buraco da minhoca, passar pelo fim da ditadura, virar a esquerda na eleição do Lula, à direita de novo com o atentado aos Estados Unidos, curva fechada após o advento do aquecimento global e passar pela parte esburacada que estamos atravessando, saímos do outro lado do buraco bem a tempo de escutar os acordes da Scambo dando uma nova roupagem para uma antiga música que continua falando muito à minha alma:

Realmente esse conceito traz luz ao que nem sempre é fácil de compreender… pessoas que são mais de uma coisa e tem mais de uma “dimensão”, situações e sentimentos idem. E antes que este post já tão confuso fique ainda pior… fui!

Adorei esse tal buraco de minhoca… está nos meus planos entrar e sair mais vezes dele e me surpreender e encantar com velhos e novos lugares dentro da minha alma.

* O Filme, para que não fique faltando informação, se chama Interestelar – http://www.adorocinema.com/filmes/filme-114782/

Anúncios

4 thoughts on “O buraco da minhoca

  1. Minha querida amiga, voltando da praia com as meninas assustado vi você ouvindo num rock n roll batendo sua rebeldia uma musica que aconchega minha alma, por ser tristeza, por ser certeza, e por vir de um lugar lá longe de minha vida. Pensei em perguntar: “o que houve? de onde saiu isso?”, mas tem coisas que a gente tem que deixar espaço para o outro “dar expansão a sua alma”. Agora recebo a resposta. Entro então no magnetismo e vou parar no passado para onde esta musica me toca:

    • Kkkkk, viu só? Depois de 17 anos ainda temos algumas surpresas um pro outro! 😉
      Além de toda essa viagem insólita, eu estava treinando Lia para fazer faxina, e fazer faxina é muito mais divertido ao som de rock’n roll!

  2. Pingback: ah, o amor | 123 e foi!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s