Doce de puta

É esse mesmo o nome do famoso doce de banana em rodelas, ou como diz a minha mãe, em rodinhas.

IMG_2320

Não ponho a mão no fogo, mas dou a referência: foi Jorge Amado quem disse, que o nome do doce é esse e se deve ao fato de que este doce é a sobremesa sempre presente nos prostíbulos da Bahia. Ou pelo menos naqueles retratados em sua obra, eu diria.

Não lembro se mencionou o senhor Jorge Amado, que o doce também frequentava e continua frequentando as casas das senhoras de bem, frequentadoras da igreja e tementes a Deus.

Não conheço muito das casas dos endinheirados, mas em casas de periferia em Salvador, posso afirmar com certeza: o doce de banana em rodinhas é frequentador assíduo.

Aqui na minha casa sempre tem banana: todo mundo adora! Mas como temos o olho maior que a barriga, compramos mais do que precisamos. A banana faz jus à fama de fruta perfeita, mesmo quando não comemos a tempo ela se transforma no mais delicioso dos bolos ou ainda doce. Mas confesso que esta é uma daquelas receitas que nunca ousei fazer, ou melhor, tentei uma vez e foi um desastre.

As receitas de baiano são sempre assim: “muito fácil minha filha, não tem como errar!” Falta completar com o “para quem sabe”. Pois eu, que não sei de quase nada, volta e meia erro em algum detalhe.

Desta vez não. Desta vez acertei em cheio na consistência, na cor ma-ra-vi-lho-sa, e no cheiro que lembra tanto a minha casa.

O doce é muuuuuuito doce. Lá em casa a gente come com creme de leite, ou coloca dentro do pão de sal (pão francês). E para não errar, siga a receita e faça o doce em uma panela de alumínio.

Ingredientes

3 dúzias de banana;

500 gr de açúcar cristal

água até cobrir as bananas

Modo de fazer

Cortar as bananas em rodelas, colocar todas em uma panela de alumínio com o açúcar e cobri com água. Leve ao fogo baixo e mexa de vez em quando. Deixe cozinhar até que a banana mude de cor, a cor final é quase púrpura.

Recomendação da minha mãe: não mexa o doce com colher… quando achar necessário, segure a panela pelas alças e dê pequenos solavancos para girar o conteúdo sem despedaçar as bananas. E prepare-se pois demora muito mesmo, algumas horas, até o doce ficar pronto.

Acho que deve ficar muito bom acrescentar algumas especiarias, eu recomendo canela e cravo da índia, vou experimentar da próxima vez. Se preferir se manter fiel à receita original… é isso ai.

Mas cuidado, hein? Nestes dias de zelos exacerbados pela moral familiar você corre o risco de sofrer represálias por servir um doce tão mundano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s