Sobre o tempo das coisas

Então é assim… Ando às voltas com as motivações, sonhos e valores da criação de uma nova escola. Um processo lindo e desafiador que tem trazido presentes maravilhosos, alguns inesperados. Como este que recebi hoje.

Não tive o previlégio de estudar em uma escola Waldorf, mas frequentei uma escola no ensino fundamental que me inspirou desde sempre, que fortaleceu a minha alma, que alimentou a minha curiosidade e que, de formas que nem consigo explicar, transformou a minha vida.

Das minhas professoras lembro bem, com clareza: Aua na salinha da frente, com o cheiro de giz de cera; Hermínia com as histórias, os contos de fada que me transportaram;  Perpétua e as palavras, o caderno de brochura, a cópia; Edna, na turma que me senti mais desafiada,mas também onde aprendi para sempre o amor à matemática e finalmente Vanda. Com ela as minhas lembranças são meio embaralhadas, me lembrava uma estrela, tive sempre muita admiração pela mulher esguia e desenvolta.

Não lembro de ter tido qualquer conversa sobre gênero ou etnia com ela… mas de alguma forma senti sempre que estes temas pertenceriam a um espaço entre nós duas.

Engraçado que seja assim, que a intuição infantil tenha respostas que atravessam o tempo, o saber, as pessoas. Hoje é a própria professora Vanda quem compartilha comigo a sua história, o seu sonho. E me sinto privilegiada por ter vivido e sido parte dele.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s