À mesa

Uma das grandes mudanças que aconteceram na minha vida, com a maternidade, foi a mesa. A mesa posta. As refeições à mesa.

Até hoje não sei onde colocar os talheres, quando quero acertar pesquiso no pinterest e confesso que o jeito que me é natural não é o que orienta a etiqueta… Pouco me importa.

Tenho lá os meus requintes: gosto de flores frescas e muitas, não podem faltar… gosto de louça e talheres de qualidade, uma toalha de algodão, macia e gostosa de tocar e guardanapos de tecido, claro! Isso não é todo dia. Tem dias especiais…

Para o domingo de Páscoa me dei conta, às 11 da noite, que apesar de todos os cuidados e dos enfeites que comprei para surpreender as meninas faltariam os guardanapos de tecido. Não sei onde se enfiaram, mas não achei mais do que 2 da cor que queria. Sem problemas: fui aprender como fazer um guardanapo mitrado e costurei 4 naquela noite. Quando terminei de montar a mesa, preparar os waffles, fazer os guardanapos, etc., eram 2 da manhã.

Foi ai que tive a epifania… Enquanto costurava comecei a me perguntar porque esta fixação com a mesa posta, com a mesa bela, logo eu… logo eu que não tive uma refeição ao redor da mesa com a família reunida até entrar na vida adulta. A primeira vez que tive direito de sentar à mesa da minha avó, foi quando apresentei o meu namorado (hoje marido) à família. Antes sentava com os demais, espalhados pelo quintal da casa de minha avó. No fundo no fundo eu pensava: um dia vou ter uma família e vamos sentar à mesa. Eu achava que famílias que funcionavam sentavam à mesa e faziam as refeições junto.

Hoje sei que não é bem assim. Mas dou razão à pequena Val, o rito de reunir-se ao redor da mesa é uma das formas de estar junto, conviver, desfrutar da companhia um do outro e assim se reconhecer.

Trazer isso à consciência me ajuda também a compreender que tanto faz a mesa, tanto faz os talheres, tanto faz o que comemos… que estejamos em circulo, que estejamos frente a frente um com o outro, que nos olhemos nos olhos, ainda que seja para discordar… ai construímos a nossa família.

Por mais que me alegre preencher de beleza a mesa ao redor da qual sentamos, é a matéria invisível que nos conecta que quero seguir cultivando.

Feliz Páscoa!

IMG_20170416_021348985 (1)

mesa posta

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s