Música para a alma

Quinta-feira com cara de segunda. São 09:30 da manhã e já chorei hoje duas vezes pela emoção que me causa a música.

A primeira: ao ligar o carro de manhã Marisa Monte começa a cantar uma música que ouvi quase todos os dias da minha gravidez, enquanto esperava a Lia, uma carga diária de esperança, beleza e abundância.

A segunda: um flashmob que leva música para a praça. O que mais gostei foi ver os músicos, pessoas de verdade com suas roupas de pessoa comum fazendo o milagre de produzir música e presentear pessoas, e mudar seu dia. Ouso dizer que quem ganha um presente assim tem sua alma imortal transformada.

Anúncios

Antídoto

Sou daquelas pessoas que se encanta com a tristeza… Não sei porque, só gosto. Em teoria gosto.

As músicas tristes… gosto. Os poemas tristes… me rasgo. Gosto e pronto. Dois exemplos que me levam à comoção por causa da qualidade estética, mas que são indiscutivelmente tristes:

Adriana Calcanhoto: Mentiras.

Elizabeth Bishop One Art

***

Para os mais talentosos, acredito (muito!) que produzir beleza é um antídoto para a tristeza.

Para a maioria de nós… O antídoto é fazer o que se gosta… Diariamente.