Quilting para as menos tradicionais

Dicas e tutoriais para quem quer se aventurar nesta técnica.

Quilting é uma técnica de costura utilizada para fazer cobertores, colchas, toalhas de mesa, etc. O que define um quilting são as três camadas que o compõem: a frente (tecido bordado ou patchwork) o recheio (manta de lã ou algodão) e o forro (tecido, em geral 100% algodão). A diferença entre o quilt e o patchwork é que o último não pressupõe as três camadas, só a união de pedaços de tecido formando uma superficie.

Me apaixonei pelo tema a cerca de 1 ano, e apesar de gostar muito da técnica,foi só quando conheci exemplos contemporâneos que decidi aprender.

Se você também se interessa talvez goste dessas referências:

Victoria

Tutorial de como ela faz as suas costuras {aqui}, e muitas imagens do seu trabalho {aqui}

Denyse Schmidt

Tutoriais gratuitos de projetos mais simples {aqui}, {aqui}, {aqui} e {aqui}

Vicki

A Vicki é muito generosa e compratilha muitas dicas e técnicas {aqui}

E mais: Para se inspirar, um deleite para os olhos com uma série de imagens no Pinteres. Veja {aqui}!

Anúncios

Em busca do sonho guru…

No inicio deste ano, me comprometi publicamente com a realização de um sonho. Não um sonho qualquer, se é que isto existe, mas um sonho que me leva de encontro às minhas raízes, aos meus maiores medos e meus melhores potenciais.

Como fazer um quilt pode ser tantas coisas assim ao mesmo tempo?

Pois é… tudo isso tem muito a ver com a minha referência máxima na vida: minha mãe. Demorei muito tempo para perceber/reconhecer a importancia dela para mim, e o quanto me influenciou e influencia. Se no passado a descrevi como alguém distante, incompreensiva e excesivamente dura, hoje a descrevo como sensível, amorosa, extremamente talentosa… Mudou ela ou mudei eu? Mudamos ambas.

Mas de volta ao tal quilt, eu quero muito fazê-lo, e estou dando vários pequenos passos para me aperfeiçoar e aprender técnicas que me permitam fazer um quilt de verdade: melhorar a costura em linha reta para juntar os blocos, melhorar a margem de costura para conseguir que as peças fiquem alinhadas… Por enquanto não consigo… fica tudo um pouco torto. Mas estou decidia a superar o meu medo de errar e o meu perfeccionismo paralisante.

Quero aceitar o que de imperfeito há em mim, parar de estudar e tentar e de fato fazer algo igualmente imperfeito mas concreto. Quando soube que estava grávida fiz de tudo para aprender alguma técnica artesanal, tomei aulas (Santa Cibele!), aprendi a bordar e fiz um lindo bordado. Dai travei. Fiz mil planos… nada parecia bom.

Mas isso foi no passado, agora, em busca do meu sonho guru, a estória é outra: usei o bordado em um cobertor bem simples, lindo e … imperfeito.